Vida saudável

O açúcar que se lixe.

Não, não é um mar de rosas. Não, também não é um processo assim tão difícil. Está ali a meio caminho, vá. Chama-se Whole 30 e serve para pôr o nosso corpo a “ressacar”, digamos assim.

Livrarmo-nos da dependência de certas coisas é difícil, mas no que toca a comida, nunca julguei que fosse assim tanto.  Vamos então falar de açúcar. Sim, porque nestes dias consegui perceber a falta que ele me faz.

O açúcar está presente na maioria dos alimentos que consumimos, mais ou menos camuflado, uma vez que existem quinhentas mil maneiras de o apelidar: glucose de milho, lactose, frutose, dextrose e por aí fora.

Ao deixar radicalmente o açúcar para trás, parece que a partir do segundo dia perdi a energia e veio a vontade de dormir a toda a hora mas, curiosamente as minhas dores de cabeça diminuiram. Portanto, estaria eu afundada em tanto açúcar assim para ter estes sintomas logo ao final de tão pouco tempo? Pois, parece que sim.

Com esta história toda, passei a ver o meu prato policromático! É tão giro dar por mim a fazer puré de beterraba com abóbora (roxo+cor de laranja), pêra com canela e amêndoa (castanho+verde), por exemplo. É também por isso, um desafio ir buscar criatividade seja onde for, todos os dias, para compor os pratos.

Honestamente, estou a gostar disto e depois destes dez dias, estou orgulhosa. É pouco tempo, mas para mim é importante perceber que estou a conseguir chegar a algum lado. A energia já voltou e hoje, especialmente, sinto-me capaz de dizer que os próximos 20 dias vão ser canja. Vamos lá ver!

Ah e não pensem que depois destes trinta dias não volta a haver açúcar presente na minha vida. Volta sim, mas da maneira certa!

3 thoughts on “O açúcar que se lixe.”

  1. Realmente considero importante este tipo de iniciativas. Entramos num ciclo vicioso de comer rápido, barato e muitas vezes pouco saudável e nem nos apercebemos da quantidade de açucar com que nos encharcamos. Obrigado pela inspiração, dia 1 de Março começo, se precisar de conselhos já sei a quem recorrer ☺

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *