Não acreditem nas cadeiras azuis!

Passaram praticamente 4 anos desde que chegámos, noto que estou várias vezes melhor no que toca a falar e perceber o Francês, o Inglês e até o Luxemburguês, mas não me lixem eu não sou nativa, hei-de sempre passar por uma vergonha aqui outra acolá. Hoje a aventura foi no hospital, ouvi atentamente a senhora enfermeira enquanto me dizia que só tinha de seguir pela linha amarela que estava no chão e sentar-me à espera nas cadeiras azuis. Ora bem, eu estava com um pé torcido, manca por todos os lados e com dores, segui a linha amarela sim senhora mas sentei-me nas primeiras cadeiras azuis que me apareceram à frente. Passaram 50 minutos, sim 50, quando o homem começa a reclamar que é impossível tanto tempo à espera para fazer um raio-X, e se eu tinha a certeza que estávamos à espera nas cadeiras azuis certas. Eu lá lhe disse que achava que sim e que era um hospital logo é preciso paciência, mas ele foi insistindo naquilo e disse que ia ver… Voltou e disse: “Sabes, a linha amarela continua e continua, e há pelo corredor fora vários conjuntos de cadeiras azuis!”. Depois de ele ter constatado isto eu é que fiquei azul! Fomos pelo corredor fora e percebemos onde é que era suposto ter esperado, em menos de 2 min fiz o raio-X e voltei para a entrada. Lá dentro ainda ouvi o técnico perguntar se era mesmo eu, e o outro lá lhe respondeu: “Sim, apareceu finalmente!”. Não sei se acharam que me tinha dado uma desinteria na casa de banho, ou se andei a fazer visita guiada ao hospital todo. Uma coisa é certa devem-se ter rido daquela hora que os fiz esperar!
E eu, bem eu nunca mais acredito em cadeiras azuis 😀 😀