Uncategorized

Recomeçar aos 30.

Depois de 2014, ano em que cheguei ao Luxemburgo, parece que parei no tempo. Comecei a trabalhar naquilo que apareceu sem pensar duas vezes, até porque as contas tinham de ser pagas, e parece que só agora me apercebi que já lá vão praticamente quatro anos.

Agora, aos 30, tenho vontade de recomeçar. Será tarde para voltar a investir em formação? Claro, tarde nunca é, até porque aprender é sempre importante. A questão principal é: irei conseguir? Ao longo de todo este tempo fui perdendo a confiança em mim, o que não ajuda muito mas a verdade é que gostava de tentar. Acho que todos vocês sabem quanto se paga para estudar numa universidade portuguesa (nem entremos em números) e será justo desperdiçar o sacrifício feito pelos nossos pais ao contentarmo-nos com um simples ordenado ao final do mês que não nos trás nada além de desafogo financeiro? E para nós, será justo também? Eu quero ter mais. Quero ter a sabedoria e o conhecimento ao pé de mim.

Fiquei sem emprego no dia 1 e não é que não precise de trabalhar, mas encarei isso como um sinal que me disse que tinha de ser agora.

A ver vamos!

Alguém a recomeçar por aí?

 

2 thoughts on “Recomeçar aos 30.”

  1. Go get ‘em girl! Todos temos que recomeçar a um determinado ponto, quando o a vida nos prega rasteiras, nos atira ao chão e nos deixa a pensar “Porra pra isto!” Nessas alturas nada nos resta senão levantar, sacudir o pó, ver se as arranhadelas não são preocupantes e seguir caminho… É essa capacidade de batalhar que nos leva a crescer, melhorar, evoluir. Nunca é tarde pra tentar outra vez, pobre daquele que acredita que o caminho é sempre plano e que a viagem não tem precalços. Vai em frente, estamos todos a seguir-te!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *