Luxemburgo

Porquê escolher o Luxemburgo?

Eu costumo dizer que eu não escolhi o Luxemburgo, mas sim que o Luxemburgo que me escolheu a mim, e a verdade é essa, foi uma oportunidade que me foi dada na vida – eu nunca tinha pensado sequer nessa possibilidade – e felizmente decidi agarrar e aproveitar ao máximo, mesmo tendo muita gente que não me compreendia nem era a favor, eu segui o que achei que era melhor para mim, e atirei-me de cabeça para uma viagem que mudou completamente a minha vida 🙂

Quero partilhar algumas coisas que acho que vos podem fazer ver o Luxemburgo com outros olhos:

  • Viajar, viajar, viajar, viajar, para quem gosta conseguem-se visitar imensos países, com pouco dinheiro e usando apenas o carro;
  • Umas das taxas de desemprego mais baixas do mundo e, sendo cidadãos europeus temos acesso a trabalho com menos entraves.
  • Apesar de existirem três línguas oficiais, sabendo o Francês já é meio caminho para o sucesso, o ideal é saber nem que seja um pouco (se não houver disponibilidad€ para fazer cursos de línguas antes de vir) depois cá o ideal é investir tempo nisso, e nunca virar as costas à possibilidade de aprender o Luxemburguês! É difícil mas o melhor da vida é o que leva tempo e dá trabalho 😉
  • O Inglês não é uma língua oficial mas a maior parte das pessoas falam o que ajuda muito no início;
  • Mais de 92 mil cidadãos de nacionalidade portuguesa vivem no Luxemburgo, o que corresponde a mais de 16% da população residente no país, por isso é muito comum ouvir-se falar português um pouco por todo o lado;
  • Tem um dos salários mínimos mais elevados da Europa:

– ordenado mínimo qualificado  2.339,84 euros;

– ordenado mínimo não qualificado 1.949,86 euros;

  • Existem várias opçōes para habitação, consoante se venha com a família ou sozinhos – e fundamentalmente, consoante se tenha algum familiar para dar suporte no início ou não:

– quartos individuais/partilhados em cafés ou em casas, nos cafés a maioria já tem refeiçōes incluídas (o preço varia dependendo das zonas);

– arrendar um apartamento no Luxemburgo através de uma agência ou  de um particular, sendo a segunda a opção a mais barata, é sempre necessário um contrato de trabalho e dois meses de caução, três se for através da agência, sendo que um vai à vida – uma mais valia caso não tenham contrato com duração indeterminada é terem um fiador;

– arrendar um apartamento na fronteira com o luxemburgo, nomeadamente na França na Bélgica ou na Alemanha, as vantagens são os preços das rendas muito mais em conta, mas é preciso analisar bem o custo de coisas como taxa de habitação (na França por exemplo);

– a saúde (para mim) é das coisas onde mais noto diferença comparando com Portugal, funciona muito bem, e mesmo se precisarmos de especialistas fora estamos cobertos na mesma pelo sistema de saúde – CNS – para além de podermos escolher em qualquer especialidade qual é o médico pelo qual queremos ser atendidos;

  • Alguns produtos portugueses são mais baratos aqui do que em Portugal;

Continente – pacote de massa Milaneza (0.500Kg) 0.75 euros;

Cora Drive – pacote de massa Milaneza (0.500Kg) 0.49 euros (neste momento em promoção se comprarmos 20 pacotes só se pagam 13, que corresponde a 6,37 euros = 0,3185 euros por pacote).

  • Poder ir com facilidade comprar coisas na vizinha Alemanha, tudo o que sejam produtos relacionados com higiene pessoal, limpeza da casa, fraldas e até mesmo de comida (já que lá estamos aproveita-se para fazer tudo!);
  • Rede de transportes públicos acessíveis e com qualidade (dito por quem utiliza todos os dias);
  • O custo de vida é elevado – é! – mas umas coisas acabam por compensar as outras, e eu nesta fase tenho dias em que me apetece largar tudo e voltar, mas na maioria não ponho sequer essa hipótese.

Qualquer questão/dúvida/sugestão, digam abaixo nos comentários, ou na página do Facebook!

Não deixem de ver também este post que explica algumas coisas a ter em conta quando se quer vir para o Luxemburgo! 🙂

E não se esqueçam que o sucesso depende sempre de nós próprios (e de uma pitada de sorte vá 🙂 ).

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *